Julian Lemos acha que Carlos Bolsonaro lhe grampeou, diz revista.

A Crusoé publica que o deputado federal Julian Lemos, do PSL, vê as digitais de Carlos Bolsonaro no grampo telefônico de que foi alvo, divulgado por O Globo.

É uma acusação grave.

(O antagonista)

Continue Lendo

Advogados de Roberto Santiago pedem desistência de Habeas Corpus no STJ

Os advogados de Roberto Santiago protocolaram agora pouco no STJ pedido de desistência do habeas corpus que foi impetrado no dia de ontem no STJ.

Continue Lendo

Advogados de Roberto Santiago impetram Habeas Corpus no STJ em Brasília

Os advogados do empresário Roberto Santiago, assim que tiveram liminar negada em Habeas Corpus no Tribunal de Justiça da Paraiba, não perderam tempo e já no dia de ontem impetraram um Habeas Corpus com pedido de liminar no STJ. Quem assina o pedido é o advogado Ricardo Tosto. O relator é Félix Fischer, que deverá decidir a liminar já nas próximas horas.

Continue Lendo

TJPB nega liminar em Habeas Corpus para Roberto Santiago

O Tribunal de Justiça da Paraiba, através do seu desembargador plantonista Fred Coutinho, negou liminar em Habeas Corpus para o empresário Roberto Santiago, que segue preso preventivamente no primeiro Batalhão de Polícia Militar no Centro de João Pessoa.

Continue Lendo

Opinião: Veneziano honrará a importância do mandato de Senador que seria de Ricardo?

“A gratidão é o único tesouro dos humildes”, já dizia Shakespeare.

Quando Veneziano foi anunciado como um dos candidatos a Senador pela chapa do PSB, Ricardo Coutinho estava prestes a terminar o segundo mandato de uma gestão vitoriosa e aprovada pelo povo da Paraíba no comando do Governo do Estado.

O reconhecimento do trabalho veio através das urnas, sendo reeleito em 2014, estadualizando o PSB, em 2016, através de diversas prefeituras conquistadas e, dessa forma, consolidando o nome de Ricardo como a principal liderança política da Paraíba.

Com tamanha reputação, Ricardo seria facilmente conduzido ao Senado Federal caso concorresse, imaginando-se até a maior votação da história para um senador paraibano. Mas, ao invés disso, com um gesto de desapego, sentimento coletivo e apostando na continuidade de um projeto político, abriu mão de disputar  a senatória, garantido assim a vaga na disputa para Veneziano Vital do Rêgo.

No caminho oposto, Veneziano, que exercia o cargo de deputado federal pelo MDB e já havia sido Prefeito de Campina Grande por duas vezes, não vivia seu melhor momento na política. A tentativa de voltar à prefeitura, nas eleições de 2016, acabou por revelar uma das piores derrotas eleitorais de sua história política, quando obteve apenas 24% dos votos totais, perdendo assim, já no primeiro turno, para seu principal adversário político em Campina, Romero Rodrigues.

O cenário para uma possível reeleição a deputado também não era dos melhores. Além de não se enquadrar no perfil da onda conservadora que dominava o país, o parlamentar enfrentava dificuldades inclusive para angariar apoios de lideranças, chegando a perder o importante apoio do prefeito de Esperança, Nobinho.

A mudança para o PSB não era suficiente. Foi necessário que Ricardo se empenhasse de forma inequívoca para que Veneziano tomasse um novo rumo, utilizando seu sucesso como gestor público para mobilizar as bases e a população para tornar viável uma candidatura do então deputado a senador.

Com o resultado alcançado com êxito, os primeiros passos de Veneziano demonstram uma certa lacuna no debate político do Estado, fazendo uma defesa discreta e inibida do legado de Ricardo. Não se sabe se o Senador Veneziano tem ouvido os conselhos do ex-governador para formação de sua equipe e projeção do mandato, mas  percebe-se sim uma certa frustração de parte da militância socialista, que espera uma postura mais altiva de Vené.

Portanto, é fundamental que o senador mais votado pela Paraíba em 2018 mostre, de fato, compromisso pelo projeto no qual foi alçado ao posto, pois os paraibanos já sabem da sua capacidade e esperam que corresponda à altura do cargo.

A verdadeira pergunta que fica no ar é: será que Veneziano honrará a importância do mandato que seria de Ricardo?

Continue Lendo

Mais um grande empresário na mira da Xeque-Mate

Quem também está na mira dos investigadores da Operação Xeque-Mate é o empresário Henrique Lara, proprietário da Projecta Materiais de construção. Lara foi delatado pelo ex-vereador Lucas Santino, que declarou a Polícia Federal que Henrique teria feito negócios espúrios com o ex-prefeito de Cabedelo, Leto Viana. Santino  acusou o empresário de fechar uma rua, tendo como contrapartida a  melhorar as  paradas de ônibus da cidade de Cabedelo, o que não teria sido realizada.

Continue Lendo

Roberto Santiago, Cássio, Catão e a Xeque-Mate

Conteúdo digital extraído pela Polícia Federal do aparelho celular apreendido do empresário Roberto Santiago, deixa em situação delicadíssima o ex-senador Cássio Cunha Lima e seu tio, atualmente Conselheiro d0 Tribunal de Contas do Estado, Fernando Catão. O conteúdo deixou os Peritos da Polícia Federal com o “queixo na mão”. O relatório parcial dos arquivos deverão ser enviados para o STJ, onde tramita um inquérito que investiga ambos.

Relatório

Confira pequena parte do conteúdo:

 

Continue Lendo