OBRAS

Governo da PB entrega, neste sábado, Contorno Rodoviário de Guarabira

Na tarde desta segunda-feira (17), o governador Ricardo Coutinho (PSB) anunciou a inauguração do Contorno Rodoviário João de Guarabira. A obra, que recebe o nome de João Pedro Teixeira, será entregue no próximo sábado, dia 22, a partir das 17h. O anúncio foi feito durante o programa “Fala, Governador”, levado ao ar semanalmente em rede estadual de rádio.

“No sábado, a partir das 17h, vamos ter em Guarabira a inauguração da mais importante obra de mobilidade que serve a Guarabira, mas serve também a todo Brejo que é o Contorno Rodoviário João Pedro Teixeira, uma homenagem justa a um grande lutador do povo, e vamos ter um show com Nando Cordel”, disse o governador.

Ricardo salientou que o volume de investimento foi significativo e ainda lembrou que resolveu um problema de logística que existia no abatedouro da Guarabira e foi resolvido no conjunto da obra.

“A obra é significativa, teve investimento de R$ 10 milhões com recursos do povo da Paraíba, uma obra feita num tempo recorde. A obra pega ali na estrada que vai para Araçagi, perto da Guaraves, que inclusive tinha um problema de logística porque os caminhões não podiam manobrar e agora está todo mundo manobrando por conta do girador, do contorno. A estrada vai levar direto na saída para Pirpirituba”, falou.

Facilidade

De acordo com o governador o Contorno Rodoviário vai desafogar o trânsito das ruas centrais de Guarabira e se disse honrado pela sua execução.

“Todo mundo que viajava para além de Guarabira tinha de passar pelo centro da cidade e encontrava muitas vezes dificuldades por causa do acúmulo de veículos. Agora, quem vai a Pirpirituba, a Belém, Bananeiras, Solânea e outras cidades da região não precisa trafegar pelas ruas centrais de Guarabira e vai poder pegar o contorno, uma obra que muito me honra tê-la executado”, pontuou Ricardo.

Informações do Portal 25horas.

Continue Lendo

GOVERNADOR

Ricardo desmente tese de que estaria privatizando educação e explica gestão pactuada de escolas

O governador da Paraíba Ricardo Coutinho (PSB), durante o programa ‘Fala, Governador’, nesta segunda-feira (17), criticou veículos de imprensa e grupos políticos que divulgam a tese de que ele estaria privatizando a educação, fazendo referência à gestão pactuada de escolas.

“O que nós queremos é acabar com o problema dos prestadores de serviço que não fui eu quem criei. Vem lá de trás, há 30 anos atrás, onde pessoas eram contratadas sem ter nenhuma garantia, nenhum direito inerente a qualquer trabalhador. Não é efetivo do Estado, não é CLT do Estado, não tem direito a nada a não ser quando o próprio Estado dá. Quando assumi eu tinha 36 mil pessoas nessa situação. Essa foi a herança que eu peguei”, comentou. O gestor enfatizou que diminuiu de 36 mil para 17 mil o número de prestadores nessa modalidade para se adequar às exigências do Tribunal de Contas da Paraíba (TCE-PB).

Segundo Ricardo, pelo fato de tais prestadores de serviços na educação trabalharem com atividades de apoio, fica inviável a realização de um concurso, que geralmente é destinado para cargos de professores. Um concurso, de acordo com o socialista, também imporia uma concorrência muito grande para tais trabalhadores, que provavelmente perderiam seus postos.

Por fim, explicou que outra razão para a adoção da gestão pactuada é para a manutenção e zeladoria dos espaços físicos das escolas, que antes dependiam de licitações burocráticas para a resolução de problemas simples. O governador lembrou ainda o exemplo, que considera exitoso, de gestão do Hospital de Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa.

Informações do WSCOM.

 

Continue Lendo

IRONIA

O sujo falando do mal lavado: vereador que apresentou denúncia contra Berg Lima recebia do Bolsa Família

O vereador de Bayeux Adriano Martins (PMDB) tenta pagar de moralista apresentando denúncia contra o prefeito Berg Lima, pedindo a cassação do mesmo. Porém, como diz o ditado “o sujo falando do mal lavado”, Adriano não tem moral alguma para denunciar quem quer que seja.

Quando era diretor do Mercado Público de Imaculada, o parlamentar-mirim apareceu na lista de beneficiários do Bolsa Família, entre os anos de 2009 e 2010. O programa é voltado para pessoas que vivem em miséria extrema, cuja renda não ultrapasse R$ 170,00 por pessoa da casa.

Líder da oposição, Adriano integra a Câmara de Bayeux desde 2016, quando foi eleito com 556 votos.

A denúncia deve ser apresentada nesta segunda-feira, em sessão extraordinária realizada à tarde na sede do Legislativo de Bayeux.

Continue Lendo

HOJE

Câmara de Bayeux define comissão que analisará pedido de cassação de Berg Lima

A Comissão Especial que irá analisar o processo de cassação contra o prefeito afastado de Bayeux, Berg Lima (Podemos), será definida na tarde desta segunda-feira (17), pela Câmara Municipal de Bayeux. O pedido de cassação foi feito pelo vereador Adriano Martins (PMDB).

A partir da escolha dos membros da Comissão, a Casa terá até 90 dias para decidir se cassa ou absolve Berg, que será intimado do processo e terá até 10 dias para apresentar a defesa.

Durante o processo, testemunhas de defesa e acusação serão ouvidas, inclusive será dado o direito ao prefeito afastado de se pronunciar na Casa.

Berg Lima, foi preso no último dia 06, em uma operação realizada por Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) e Polícia Civil onde foi flagrado no momento em que ele recebia dinheiro de um fornecedor. De acordo com informações, o gestor vinha extorquindo empresários que fornecem produtos à prefeitura.

Do ParaibaJá.

Continue Lendo

DIÁLOGO

Margareth recebe prefeitos e diretores de Centro de Ensino do interior da PB

A reitora Margareth Diniz atendeu, em seu gabinete, na quinta (13), os prefeitos de Remígio, Melchior Batista; de Solânea, Kayser Nogueira; e o vice-prefeito de Bananeiras, Guga Aragão, acompanhados dos diretores dos campi II e III da UFPB, Manoel Bandeira e Teresinha Domiciano, respectivamente. Na pauta, o grupo solicitou apoio para discutir a viabilidade técnica de criação da Universidade Federal do Brejo.

“Entendemos que nosso primeiro encaminhamento deveria ser uma reunião para ouvir a reitora Margareth, para que ela possa nos auxiliar em uma discussão inicial. Será um trabalho em duas direções. Vamos discutir junto à comunidade acadêmica a possibilidade dessa criação, ouvindo todos os interessados, e também procurar a via política, conversando com as lideranças da Paraíba”, ressaltou a diretora do Campus de Bananeiras, Teresinha Domiciano.

O vereador de Bananeiras, Ramom Moreira, também presente na reunião, é o autor da ideia que prevê a criação da nova instituição de ensino. Ele agradeceu a audiência com a reitora e afirmou que já tem conversado com deputados federais da região, que se mostraram receptivos à ideia. “Uma universidade em nossa região seria imprescindível para o nosso desenvolvimento. Somos uma região rica em recursos naturais”, acrescentou.

Contexto

A reitora Margareth Diniz afirmou aos presentes que apoia a discussão. No entanto, lembrou que a proposta de criação de uma universidade na região não é recente e que já existe um projeto de lei tramitando no Congresso Nacional sobre o assunto. A reitora contou também que a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) tem um grupo de trabalho atuando nessa temática sobre abertura de novas universidades, campi e cursos.

Conforme solicitação dos presentes, a reitora se comprometeu a criar uma comissão para tratar da viabilidade técnica da proposta, uma vez que os campi de Areia e Bananeiras comporiam a instituição de ensino idealizada. Essa comissão será formada pelos diretores dos dois campi e por representantes da gestão.

Na reunião, estiveram presentes ainda a vice-reitora Bernardina Freire, o chefe de gabinete Raimundo Barroso Jr, o prefeito universitário João Marcelo Macedo, o pró-reitor de gestão de pessoas Francisco Ramalho e o diretor do Colégio Agrícola Vidal de Negreiros (CAVN/UFPB) Edvaldo Beltrão.

Continue Lendo

BASTIDORES

Irmão de Tião Lucena é pré-candidato a deputado federal pelo DF

O delegado da Polícia Civil Miguel Lucena, irmão do secretário adjunto de Comunicação da Paraíba, Tião Lucena, anunciou que é pré-candidato às eleições 2018.

Nos últimos dias, Lucena tem feito reuniões com partidos e possíveis aliados para viabilizar sua candidatura. Dentre os contatos recentes, o também delegado e ex-distrital Alírio Neto (PTB) e o ex-deputado federal e candidato derrotado a governador em 2014 Jofran Frejat (PR).

Sem papas na língua, Miguel Lucena deve esquentar a política brasiliense e fazer firme oposição ao governador Rodrigo Rollemberg (PSB).

Com informações do Metrópoles.

Continue Lendo

CAMBALACHO

EXCLUSIVO: ex-presidente da Câmara de Cabedelo teria transferido mais de 200 mil reais para conta de sua mãe a dois dias de gestão findar

O ex-presidente da Câmara Municipal de Cabedelo, Lucas Santino, do PMDB, no dia 28 de dezembro de 2016, faltando dois dias para terminar sua gestão à frente da Câmara, teria transferido 226.000,00 para a conta de sua mãe.

As informações foram prestadas pela Caixa Econômica Federal à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga irregularidades na gestão de Santino à frente da Câmara de Vereadores do município.

Confira texto do presidente da CPI:

Nesta manhã, presidi a 20ª Reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito que apura irregularidades na gestão passada da Mesa Diretora da Casa, instalada em determinação prevista no Requerimento 035/2017.

Na Sessão de hoje, foi apurado que R$ 226 mil reais dos R$ 345 mil pagos a empresa Nordeste Galpões em dezembro de 2016 no “apagar das luzes” da gestão do ex-presidente Lucas Santino foram depositados na conta corrente de sua própria mãe, Ana Maria Santino da Silva.

Conforme consta no ofício nº 051/2017/AG, expedido pela Caixa Econômica Federal, destinado a CPI, nos foi informado que os cheques nºs 902341, 902351, 902319, 902320, 902321, 902338 expedidos para a referida empresa, foram depositados no dia 28/12/16, na conta nº 2521-9 de propriedade da genitora do ex-presidente da Casa.

As denúncias são gravíssimas uma vez que não há contrato celebrado na Câmara com a empresa, nem tampouco registro da licitação vencida por ela, ou mesmo, comprovação do serviço prestados.

Ainda, é de se espantar que uma suposta “empresa contratada” pela Câmara Municipal deposite quase 70% do seu pagamento na conta da mãe do seu contratante, faltando apenas dois dias para terminar sua gestão à frente do Poder Legislativo.

O que se tem de concreto são apenas os vultuosos pagamentos realizados a uma empresa possivelmente “fantasma”, que não funciona em sua sede registrada na Receita Federal e sequer seus proprietários foram encontrados para prestarem os esclarecimentos sobre tudo já apurado.

Continue Lendo