Notícias

VEJA: ao se retirar de debate na Fetag, Maranhão é chamado de “traidor” e “golpista”

O candidato ao Governo do Estado pelo MDB, Zé Maranhão, participou nesta sexta-feira (21) de um debate na Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado da Paraíba, Fetag-PB.

Depois de ouvir as demandas, Zé afirmou que “nenhum plano de governo é uma peça inflexível. Ele está sujeito aos fatos gerados no decurso de um governo democrático e comprometido com o desenvolvimento socioeconômico. Assassino e concordo com as propostas que nos foram apresentadas aqui pela Fetag. Nós temos uma história marcada pela preocupação de atender pela melhor forma  as demandas da sociedade.”

O que Maranhão não esperava era ser vaiado na saída do evento. Ele foi chamado de “traidor”, “golpista” e outros adjetivos nada elogiosos por alguns presentes no auditório.

Read More...

Cássio faz elogios a Bolsonaro e é enquadrado por Mofi: “candidato aventureiro”

O candidato a deputado federal Emerson Machado (Avante) alertou a população na tarde  desta sexta-feira (21) sobre os candidatos que andam dizendo que vão votar em Jair Bolsonaro. Ele se referiu, principalmente, ao senador Cássio Cunha Lima, que nesta sexta-feira fez elogios ao candidato a presidente pelo PSL.

“Fico triste e peço ao povo da Paraíba que observe direitinho. Porque têm deputado federal e senadores que estão em Brasília há mais de vinte anos e só agora, faltando quinze dias para as eleições, vieram perceber que na Paraíba e no Brasil se mata policial militar e comerciantes”, indagou o candidato.

Emerson Machado afirmou ainda que a violência no Brasil e na Paraíba não é culpa da Polícia Militar e nem da Civil, ‘ mas dos deputados e senadores que não tiveram coragem de votar de mudar o código penal’, completou.

“Vocês que votaram a favor de Michel e Temer e de Aécio Neves e agora querem defender Bolsonaro aqui na Paraíba. O PSDB na Paraíba tem um candidato que é Geraldo Alckmin que é amigo de Temer e Aécio Neves.  Só porque Bolsonaro cresceu na pesquisa porque é o melhor para o Brasil estão querendo se aproveitar dele, vocês sim são candidatos aventureiros”, afirmou Emerson Machado.

Fonte: Paraíba.com.br

Continue Lendo

Vice-prefeito do PSDB abandona Lucélio e anuncia apoio a João Azevêdo

O vice-prefeito de Igaracy, Flávio Roberto (PSDB), conhecido por Galego de Celino, rompeu com o prefeito Lídio Carneiro (PTB), deixou a candidatura de Lucélio Cartaxo (PV) a governador e passou a apoiar o socialista João Azevêdo (PSB) nas eleições de outubro.

O apoio de Galego a João será formalizado na próxima terça-feira (25) durante reunião em João Pessoa.

A adesão foi articulada pelo deputado Branco Mendes e pelo ex-prefeito de Itaporanga, Audiberg Alves (PSB), um dos coordenadores da candidatura de João no Vale do Piancó.

Continue Lendo

Ibope na PB: João lidera com 32% seguido por Maranhão com 28%; Lucélio tem apenas 19%

Pesquisa Ibope divulgada nesta quarta-feira (19) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto para o governo da Paraíba:

  • João Azevêdo (PSB): 32%
  • Zé Maranhão (MDB): 28%
  • Lucélio Cartaxo (PV): 19%
  • Tárcio Teixeira (PSOL): 2%
  • Rama Dantas (PSTU): 0%
  • Brancos/nulos: 15%
  • Não sabe/Não respondeu: 4%

No levantamento anterior, feito nos dias 21 a 23 de agosto, os números foram: Zé Maranhão, 31%; Lucélio Cartaxo, 18%; João Azevêdo, 17%; Tárcio Teixeira, 3%; Rama Dantas, 0%; Brancos/nulos, 23%; Não sabe/Não respondeu, 8%.

A pesquisa foi encomendada pelas TVs Cabo Branco e Paraíba. É o primeiro levantamento do Ibope realizado depois do início da propaganda eleitoral gratuita na TV.

Simulações de segundo turno

  • João Azevêdo (PSB): 45% x 35% Lucélio Cartaxo (PV) (branco/nulo: 16%; não sabe: 5%)
  • João Azevêdo (PSB): 43% x 42% Zé Maranhão (MDB) (branco/nulo: 13%; não sabe: 3%)
  • Lucélio Cartaxo (PV): 35% x 46% Zé Maranhão (MDB) (branco/nulo: 16%; não sabe: 3%)

Sobre a pesquisa

  • Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos
  • Quem foi ouvido: 812 eleitores de todas as regiões do estado, com 16 anos ou mais
  • Quando a pesquisa foi feita: 16 a 18 de setembro
  • Registro no TRE: PB-08654/2018
  • Registro no TSE: BR-07454/2018
  • O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro
  • 0% significa que o candidato não atingiu 1%. Traço significa que o candidato não foi citado por nenhum entrevistado

Espontânea

Na modalidade espontânea da pesquisa Ibope (em que o pesquisador somente pergunta ao eleitor em quem ele pretende votar, sem apresentar a relação de candidatos), o resultado foi o seguinte:

  • João Azevêdo (PSB): 23%
  • Zé Maranhão (MDB): 15%
  • Lucélio Cartaxo (PV): 10%
  • Tárcio Teixeira (PSOL): 0%
  • Rama Dantas (PSTU): 0%
  • Outros: 4%
  • Brancos/nulos: 20%
  • Não sabe/Não respondeu: 28%

No levantamento anterior, os números foram: João Azevêdo, 11%; Zé Maranhão, 9%; Lucélio Cartaxo, 6%; Tárcio Teixeira, 0%; Rama Dantas não foi citada; Outros, 7%; Brancos/nulos, 22%; Não sabe/Não respondeu, 45%. Com G1.

Continue Lendo

Operação do Gaeco desmantela esquema de venda de celulares no PB1

O Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado do Ministério Público Estado da Paraíba (Gaeco/MPP), a Delegacia Especializada no Combate ao Crime Organizado (Deccor) e a Gerência de Inteligência e Segurança Orgânica da Secretaria de Administração Penitenciária (Gisop/Seap) desencadearam, na manhã desta quarta-feira (19), a Operação ‘Black Friday’, para reprimir a comercialização de aparelhos celulares feita por uma organização criminosa composta por agentes penitenciários e populares, no PB1, o presídio de segurança máxima ‘Dr. Romeu Gonçalves de Abrantes’, localizado em João Pessoa. Uma coletiva de imprensa será realizada às 15h na Seap.

Estão sendo autuados em flagrante cinco pessoas, entre agentes penitenciários e populares. Os crimes sobre os quais pesam indícios sobre os investigados são: corrupção ativa e passiva (artigos 317 e 333 do Código Penal), lavagem ou ocultação de ativos financeiros (artigo 1° da Lei 9.613/1998) e participação em organização criminosa (artigo 2° da Lei 12.850/2013).

A operação ‘Black Friday’ é uma ação controlada (medida especial de investigação) realizada para coletar provas que demonstraram que os aparelhos celulares eram comercializados por diversos agentes penitenciários aos presos, no valor de R$ 15 mil. Já os carregadores desses aparelhos eram vendidos por R$ 5 mil.

De acordo com o Gaeco, é de domínio público que a entrada de celulares e similares nos estabelecimentos penais é um dos mais graves e complexos problemas que desafiam a Administração Penitenciaria e o sistema de Justiça, porque são utilizados como instrumentos eficazes de orientação e coordenação de práticas ilícitas pelas organizações criminosas que atuam dentro e fora dos presídios. “Esses aparelhos adquiriram, ao longo dos anos, status de armas poderosas nas mãos de criminosos, inclusive o presente esforço busca aclarar se tais celulares comercializados foram utilizados no planejamento do resgate de presos ocorridos no dia 9 de setembro último”, afirma o órgão ministerial.

O detento Livaci Muniz da Silva, conhecido como ‘Galeguinho’, também foi transferido para o presídio de Porto Velho, em Rondônia. Ele é um dos quatro presos que teriam motivado a ação de resgate no PB1, no último dia 9 de setembro.

Continue Lendo

Governo rebate, em nota, tentativa “reiterada e sórdida” de criminalização do Empreender-PB

O Governo do Estado rebateu, através de nota, alegações de um blog de João Pessoa sobre o Empreender Paraíba. Em postagem dessa terça-feira (18), o veículo afirmou que o programa aumentou em 621% o volume de empréstimos este ano, considerado “ano eleitoral”, e que havia feito empréstimos para políticos.

A nota lamentou a tentativa “reiterada e sórdida” da criminalização do programa e afirmou que, diferente do propagado, 2018 foi o ano em que o programa menos realizou concessão de financiamentos. São 1.561 contratos, número maior que 2011, quando o programa foi criado; além disso, o volume de empréstimos em 2018 representa apenas 7,19% do total do programa.

Leia:

NOTA

Impressiona a tentativa reiterada e sórdida de alguns setores, espalhados em diversas instâncias, em criminalizar o programa Empreender Paraíba, um dos mais importantes instrumentos de geração de emprego e renda para independência e libertação econômica do povo paraibano.
Repetindo a infeliz prática da velha política de não aceitar a soberania popular e as boas ações governamentais, segmentos moldados por interesses políticos distorcem fatos e fazem uso do sensacionalismo para deturpar um relatório preliminar do Tribunal de Contas do Estado, na tentativa de criar um clima que interfira indevidamente no processo eleitoral em curso.
Em respeito ao povo paraibano, é preciso deixar claro que:
– Em virtude da crise econômica do país, o ano de 2018 é um dos que apresenta o menor número de concessões de financiamento da história do programa EMPREENDER PB, contando com apenas 1.561 contratos até o momento, número superior apenas ao ano de 2011, quando o programa foi criado.
– O volume financeiro das concessões em 2018 representa tão somente 7,19% de todo o histórico (oito anos) do EMPREENDER PB.
– O Empreender fechou o ano de 2017 tendo liberado R$ 13.288.260,00. Em 2018, até a presente data, o programa atingiu aproximadamente R$ 10.500.000,00.
– Todas as pessoas físicas e jurídicas alcançadas pelo EMPREENDER PB cumprem requisitos legais para contratar os financiamentos.
Por fim, o Governo do Estado reafirma a intenção de preservar a execução do Empreender Paraíba, apesar das tentativas irresponsáveis de ataque ao programa.
Não se pode retirar do paraibano as oportunidades que ele tem para viabilizar a transformação da sua vida a partir de seus próprios sonhos, esforços e projetos.
Assim, ao tempo em que repudia qualquer manipulação de dados sobre o programa, conclama às instâncias de poder, incluindo o próprio Tribunal de Contas, a se tornar parceiro do Empreender PB, discutindo sugestões de linhas de crédito para setores ainda não contemplados.

Continue Lendo

Alckmin doa mais de meio milhão de reais à campanha de Cássio, revela imprensa nacional

O candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin, doou mais de meio milhão de reais para campanha à reeleição do senador paraibano Cássio Cunha Lima (PSDB). A informação foi revelada nesta segunda-feira (17) pelo blog ‘O Antagonista’, um dos mais acessados do País.

O blog traz ainda o questionamento sobre se o “agrado” de Alckmin fará com que Cássio passe a falar mais do presidenciável tucano no guia eleitoral e em entrevistas. “Adversários querem saber se Cunha Lima passará a falar mais de Alckmin no programa eleitoral, em debates e entrevista”, indaga O Antagonista.

Vale ressaltar se Cássio voltará a fazer como fez em campanhas presidenciais anteriores como fez trazendo para a Paraíba os então candidatos tucanos Aécio Neves, Geraldo Alckimin e José Serra.

Leia abaixo a publicação postada no blog O ANTAGONISTA: (https://www.oantagonista.com/brasil/alckmin-doa-meio-milhao-de-reais-para-campanha-de-senador-tucano/).

Alckmin doa meio milhão de reais para campanha de senador tucano

Na última sexta-feira, Geraldo Alckmin doou 550 mil reais para a campanha de Cássio Cunha Lima, candidato à reeleição na Paraíba.

O valor equivale a 32,86% das receitas do senador tucano, segundo o TSE.

Adversários querem saber se Cunha Lima passará a falar mais de Alckmin no programa eleitoral, em debates e entrevistas.

Continue Lendo