Ricardo assina ordem de serviço de rodovia que beneficia Campina Grande e região do Cariri

O governador Ricardo Coutinho assina, neste sábado (3), às 10h, na Praça Central de Catolé de Boa Vista, distrito de Campina Grande, a ordem de serviço para pavimentação asfáltica da PB-138, trecho Catolé de Boa Vista/Boa Vista, com 16 km de extensão.



O investimento é de R$ 13.302.185,76, recursos provenientes do Tesouro do Estado. Diretamente serão beneficiados os municípios de Campina Grande e Boa Vista, com uma população de mais de 400 mil habitantes. Os trabalhos já foram iniciados e serão concluídos em março de 2018. O tráfego médio diário da rodovia é de 694 veículos entre automóveis, camionetas, ônibus, caminhões e motos.

Os principais serviços programados são terraplenagem em cortes e aterros, sistema de drenagem para águas pluviais e subterrâneas, pavimentação asfáltica, cercas de segurança da faixa de domínio, gramagem em taludes e sinalização horizontal e vertical.

O diretor superintendente do Departamento de Estradas de Rodagem da Paraíba, Carlos Pereira de Carvalho e Silva, afirma que é mais uma grande obra rodoviária do Governo, que além de beneficiar a população da região polarizada por Campina Grande, reduz a distância entre a cidade e o Cariri em cerca de 10 km. O trecho interligará o Contorno da BR-230, em Campina Grande, com a BR-412, nas proximidades da cidade de Boa Vista.

A explicar a importância da pavimentação da rodovia, o diretor de Planejamento do DER, engenheiro José Arnaldo Souza Lima, diz que o projeto tem um padrão técnico operacional de rodovia federal, tendo em vista que vai desviar todo o tráfego entre Campina Grande e a região do Cariri, inclusive reduzindo a distância e o tempo de viagem e, ainda, os riscos de acidentes em decorrência de não mais utilizar a BR-230 até a Praça do Meio do Mundo.

Continue Lendo

PF deflagra operação para investigar desvio milionário na obra da Lagoa e pode complicar Luciano Cartaxo

A Polícia Federal (PF) desencadeou, na manhã desta sexta-feira (2), a operação Irerês que investigará irregularidades nos procedimentos licitatórios e na execução de obras na lagoa do Parque Solon de Lucena, em João Pessoa. O contrato foi celebrado entre a União e o município, na gestão do atual prefeito Luciano Cartaxo (PSD). 

Nos laudos da PF constaram gastos no valor de quase R$ 6,5 milhões na execução da obra. Foram cumpridos dois mandados judiciais de busca e apreensão, expedidos pela 16ª Vara da Justiça Federal em João Pessoa/PB, na sede de empresa contratada para executar a obra investigada e na residência do responsável por sua administração.

A justiça também bloqueou os bens da empresa que está sendo investigada e proibiu que a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) realize novos pagamentos referente à obra.

O nome da operação é uma alusão ao Irerê, espécie de marreco que era abundante nas águas da lagoa. Tanto que, até o início do século XX, antes da urbanização do parque, o local era conhecido como “Lagoa dos Irerês”.

Uma vez que a ação policial levada a efeito na data de hoje objetiva a coleta de provas e que as investigações continuam, inclusive correndo sob segredo de justiça, o pronunciamento da Polícia Federal não concederá entrevista acerca da ação policial executada nesta data, pois a investigação ocorre em segredo de justiça.

Continue Lendo

Com estatuto na mão, vice-presidente da FPF toma posse após viagem de Amadeu Rodrigues

Confusão na sede da Federação Paraibana de Futebol (FPF). O atual presidente da entidade, Amadeu Rodrigues, a convite do presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) viajou para a França, onde chefia a delegação brasileira no tradicional Torneio de Toulon, que é disputado por times sub-20.

O regimento da Federação deixa claro no artigo 35 que, em caso de ausência do presidente, o substituirá o vice-presidente da entidade. Entretanto, o vice Nosman Barreiros não foi convocado por Amadeu para tomar posse, o que gerou um imbróglio.

Amparado pelo regimento, Nosman, advogados e aliados foram à sede da entidade, onde, há poucos minutos, o vice tomou posse como presidente interino. Posse esta que foi ratificada por vários clubes que assinaram o termo de posse na ocasião.

No local, muito tumulto e bate-boca entre aliados do vice-presidente e do atual presidente. Ambos se encontram rompidos politicamente.

Continue Lendo

BB garante reabrir agências e postos na PB, após solicitação de senador

O Senador Raimundo Lira (PMDB-PB) recebeu nesta quinta-feira (01) comunicado do Banco do Brasil em relação ao que foi definido durante um almoço de trabalho ocorrido há alguns dias com o Presidente da instituição, Paulo Caffarelli. Em outras oportunidades, Lira e o Deputado Federal Rômulo Gouveia (PSD-PB) haviam solicitado a reabertura de agências e postos de atendimento de sete cidades paraibanas que sofreram danos físicos após ataques por explosivos e que, por este motivo, estão fechados e corriam o risco de ser desativados.

 

No comunicado, assinado pelo Gerente de Relações Institucionais Fernando Conde Medeiros, o Banco do Brasil informa que as agências e postos de atendimento das cidades de Conceição, Cuité, São João do Rio do Peixe, Gurinhém, Soledade, Serra Branca e Taperoá já estão com obras de recomposição em andamento, com previsão de conclusão até o mês de agosto.

 

A instituição também detalha os problemas ocasionados pelas ações criminosas que as agências e postos de atendimento tem sofrido em todo o país, incluindo assaltos, sequestros e arrombamentos com a utilização de explosivos, gerando prejuízos à integridade física e emocional de clientes, funcionários e prestadores de serviço. Mesmo assim, o BB confirma o atendimento do pleito, após a realização de “análises técnicas que consideraram aspectos relacionados à segurança pessoal (clientes, funcionários e colaboradores) e patrimonial, e de ordens estratégica e econômico-financeira”, reafirmando a manutenção dos serviços nas sete cidades.

 

Lira destacou que, desde o primeiro momento, este trabalho contou com o empenho, ao seu lado, do Deputado Federal Rômulo Gouveia e que também faz parte deste pleito a reabertura das agências de Caaporã, cidade que tem o maior polo cimenteiro da Paraíba, e do MAG Shopping, na cidade de João Pessoa.

Continue Lendo

CCJ aprova ampliação de benefícios do programa Gol de Placa


De acordo com Estela Bezerra, qualquer clube paraibano que dispute a Copa Brasil, mesmo que não realize jogo como mandante, poderá utilizar a cota destinada para Copa do Brasil nas competições. “O Governo do Estado, na verdade, democratizou o acesso ao fomento para o futebol profissional na Paraíba”, destacou a parlamentar.

A Medida Provisória também favorece os torcedores paraibanos, que passarão a ter mais ingressos disponíveis para assistir aos jogos. Outro benefício aos clubes das séries “C” e “D” é captar novos patrocínios, ampliando a capacidade de investimento, sem prejuízo de qualquer exigência já prevista na Lei do Gol de Placa.

Além deste, foram aprovados pela comissão outros quatro projetos que seguem agora para apreciação em plenário pelos deputados da Casa.

Continue Lendo

Governo inaugura escola construída pelo Pacto Social em Passagem

Governo da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento e Articulação Municipal, inaugurou, nesta quarta-feira (31), a Escola Municipal de Ensino Fundamental Maria Bernadete Albuquerque da Costa, na cidade de Passagem. A unidade de ensino atende a aproximadamente 150 alunos e recebeu recursos na ordem de R$ 560 mil, por meio do Pacto pelo Desenvolvimento Social. O secretário Buba Germano representou o governador Ricardo Coutinho na solenidade, que contou também com a presença de prefeitos, auxiliares do Governo e lideranças da região.

Em seu pronunciamento, o secretário lembrou que o Pacto pelo Desenvolvimento Social de 2017 recebeu a adesão de 217 municípios paraibanos. “Somente na edição deste ano, 217 municípios aderiram ao Pacto pelo Desenvolvimento Social e estão recebendo recursos para investir na educação. Esta escola aqui, por exemplo, representa R$ 560 mil de investimento. Em seis anos e meio de gestão, o Governo do Estado já investiu cerca de R$ 890 milhões na área da educação. Estamos dando mais oportunidades para os filhos do povo que agora têm um ensino de qualidade”, observou Buba Germano.

Para o prefeito de Passagem, Magno de Bá, o Pacto pelo Desenvolvimento Social traz muitos benefícios para todas as regiões da Paraíba. “Só tenho a agradecer ao governador Ricardo Coutinho por olhar por nossa cidade e promover, através do Pacto pelo Desenvolvimento Social, melhorias na educação oferecida para nossas crianças. Que venham mais parcerias entre o Governo e a prefeitura em prol da população de Passagem. Essa obra é muito valiosa e semeia o futuro dos estudantes desta comunidade”, comentou.

A Escola Maria Bernadete Albuquerque da Costa possui quatro salas de aula, refeitório, banheiros, sala de professores, diretoria, biblioteca, cantina e outras dependências. “A escola ficou linda, com todas as condições que precisamos para dar aulas aos nossos estudantes. Estamos todos satisfeitos e agradecidos por esta obra”, disse a diretora Maria Freitas.

A aluna Eloísa dos Santos agradeceu pela obra e falou em nome de todos os estudantes da unidade de ensino. “Eu sou aluna do 4º ano e estou muito feliz por ter a oportunidade de estudar nesta escola tão bonita e com boas condições de ensino. Agradeço em nome de todos os estudantes da Escola Maria Bernadete. Gostamos muito da nova escola e agora ficará mais agradável e estimulante vir estudar aqui”, comemorou.

Continue Lendo

Condenado.

Ex-presidente da Cagepa na terceira gestão de Maranhão tem contas reprovadas e é condenado a pagar R$ 534 mil

O ex-presidente da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), Alfredo Nogueira Filho, foi condenado nesta quarta-feira (31) pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB) a reembolsar o erário em R$ 534 mil por despesas não comprovadas com relação ao ano fiscal de 2010. Cabe recurso da decisão.

Nogueira Filho foi indicado ao cargo pelo então governador José Maranhão (PMDB), em seu terceiro mandato como como chefe do executivo estadual.

Não foi a primeira condenação do ex-gestor. Em 2013, ele foi condenado por conta de irregularidades detectadas em um pregão destinado a locação de veículos destinados à área de operação e manutenção, no valor global de R$ 3.014.400,00, recebendo a maior multa aplicada a um gestor público pelo TCE, na época, no valor de quase R$ 8 mil reais.

Segundo nota do Tribunal na época, a multa foi aplicada por Nogueira “não ter dado explicações plausíveis sobre o processo, como também não seguiu orientação do órgão de controle em relação a providências em relação à transparência na contratação do serviço”.

Continue Lendo