Notícias

Ricardo lamenta aumento da informalidade no Brasil com empregos precários e sem garantias

O ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), lamentou o número de trabalhadores brasileiros que vivem na informalidade. Ele repercutiu matéria da Folha de SP, que revela que quase 40 milhões de pessoas não possuem carteira assinada.

Ele disse que para que as pessoas voltem a ter melhores salários e garantias estabelecidas na CLT, o País precisa retomar o crescimento e os postos de trabalhos. O atual presidente da Fundação João Mangabeira (FJM) criticou ainda o aumento de empregos precários.

“A informalidade bateu recorde e já soma 38,8 milhões de trabalhadores. A queda no desemprego que vemos nos últimos meses acontece às custas de empregos piores e com menores salários que não oferecem garantia para as famílias. Mais do que nunca, o Brasil precisa de ação para a retomada do crescimento e dos postos de trabalho”, lamentou.

Veja:

You Might Also Like