Notícias

Em novo surto, advogada volta a atacar publicamente MP e Judiciário paraibano

Em novo surto, a advogada Laura Berquó voltou a atacar o Ministério Público da Paraíba e o Judiciário paraibano. Os ataques começaram em discurso em Audiência Pública na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), que deveria tratar do Maio Amarelo, o mês de prevenção de acidentes de trânsito.

A ex-professora de Direito do Unipê, que já foi condenada várias vezes por calúnia e difamação, acusou a promotora Artemise Leal de ter pedido suspeição do caso Bruno Ernesto quando a mesma sequer tinha tido ainda acesso aos autos. Na ocasião, atacou ainda os promotores Marcus Antônio da Silva Leite e a juíza Franciluce Mota.

Mas não parou aí. Em postos no Facebook, ela voltou a atacar os promotores e incluiu a Associação dos Magistrados da Paraíba (AMPB) na lista de inimigos. Ela envolveu ainda os nomes dos juízes Aluízio Bezerra e o ex-presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), Marcos Cavalcanti, no rol de calúnias.

You Might Also Like