Notícias

Parcela Débito sem juiz pra julgar

O processo decorrente da Operação Parcela Débito, que investiga um suposto esquema de corrupção no Instituto de Previdência do Município de João Pessoa (IPM-JP), está sem juiz desde o último dia 11 de março, quando o juiz Wolfran da Cunha Ramos se julgou impedido de conduzir o feito, tendo em vista que seu irmão, o desembargador Márcio Murilo é o relato do processo no Tribunal de justiça. Outros juízes se averbaram suspeitos. O TJPB deve designar nos próximos dias um juiz para comandar esse processo.

You Might Also Like