Notícias

Raíssa Lacerda diz que áudios entre secretários constatam desvios na saúde de JP

Após o Conselho Regional de Medicina (CRM-PB) interditar eticamente um bloco cirúrgico do Ortotrauma de Mangabeira (Trauminha), a vereadora Raíssa Lacerda (PSD), cobrou investigação acerca dos áudios vazados recentemente, que trouxeram à tona um suposto esquema de corrupção na saúde da Capital.

A vereadora, que não tem papas na língua, voltou a dizer, em tom de revolta, que vai cobrar das autoridades competentes, a devida investigação e apuração dos fatos citados nas conversas entre os secretários Adalberto Fulgêncio e Diego Tavares, divulgados nessa semana.

“Os áudios deixaram claro que o dinheiro da saúde não é usado corretamente. Estou muito confiante que o Ministério Público, que a Polícia Federal e que o GAECO apurem os fatos”, disse a vereadora Raíssa Lacerda.

A parlamentar disse ainda que, participaria na manhã desta quarta-feira (13), de uma caravana com os demais vereadores da oposição, nas unidades hospitalares da cidade, com intuito de constatar o óbvio: que a saúde de João Pessoa está entregue, literalmente, às baratas.

“Estaremos fazendo a caravana da oposição, onde vamos visitar alguns PSF’s de João Pessoa, que está faltando tudo nesses locais. E a verba, a gente viu nas denúncias, não é usada como deveria, com medicamentos e contratos com médicos”, relatou.

You Might Also Like