Notícias

Em 10 meses, prefeito de Sapé “torra” mais de 2 milhões com empresa de lixo

Os cidadãos de Sapé têm acompanhado uma gestão precária da Prefeitura no tocante ao manejo do lixo. Não obstante, o prefeito do município, Roberto Feliciano (PSB), gastou cerca de R$ 2 milhões com o serviço, pagos em apenas 10 meses. O valor seria normal para uma cidade do porte de João Pessoa ou Campina Grande, o que nem de perto é o caso.

Apesar disso, Sapé não deixa de ser uma cidade importante do ponto de vista econômico e histórico. Atualmente, é a maior produtora de abacaxi da Paraíba. Distante 42 km da Capital João Pessoa, foi a terra das ‘Ligas Camponesas’, movimentos liderados por agricultores engajados com a luta pela Reforma Agrária entre as décadas de 40 e 60.

Portanto, por sua história e importância atual, o povo da cidade merece um prefeito que trate o dinheiro público com mais zelo. Feliciano gastou toda a bagatela para o “lixo de ouro” da cidade com apenas uma empresa, a “Geo”, com empenhos que variam de 246 mil a 271 mil.

De acordo com moradores consultados pelo Blog, muitos são os terrenos baldios e ruas com lixos dispostos de maneira irregular a causarem questionamentos de onde a fortuna está sendo empregada.

You Might Also Like