Notícias

Paraíba apresenta 3º menor registro de assassinatos do Nordeste no primeiro semestre

A Paraíba apresentou o terceiro menor registro de mortes violentas durante o primeiro semestre de 2018 no Nordeste, ficando abaixo apenas dos Estados do Piauí e Sergipe. O dado é do Monitor da Violência, índice nacional de homicídios criado pelo G1, que faz o acompanhamento dos dados de vítimas de crimes violentos mês a mês no país.

De acordo com o Monitor da Violência do G1, no mês de junho, foram registradas 107 mortes em crimes violentos em cidades paraibanas, uma redução de 17% em relação ao mês de janeiro, quando ocorreram 129 mortes. No semestre, os dados apontam 613 pessoas mortas vítimas de homicídios, uma redução de 2,3% em relação ao mesmo período de 2017, quando foram contabilizadas 628 mortes, 15 a mais que 2018. Em números absolutos, os dados do semestre mostram que a Paraíba ficou abaixo apenas do Piauí (302) e Sergipe (564). No mês de junho, os números também colocam o Estado na terceira posição do Nordeste: Piauí registrou 61 homicídios e Sergipe 80.

Recentemente, um estudo do Anuário Brasileiro da Segurança Pública 2018 constatou que a taxa de mortes violentas intencionais na Paraíba apresentou uma redução de 3,5% em 2017 em relação ao ano de 2016, passando de 33,1 mortes por grupo de 100 mil habitantes para 31,9. Foi a quarta maior redução verificada no Nordeste. Em números absolutos, foram registradas 1.324 vítimas em 2016 e 1.286 em 2017.

Conforme os dados, foi o sexto ano consecutivo de redução da Taxa de Homicídios dolosos na Paraíba, totalizando uma queda acumulada de 28% de 2012 a 2017. Segundo o mesmo estudo publicado em 2012, a Paraíba tinha em 2011 a terceira maior taxa de homicídios por grupo de 100 mil habitantes do Brasil. O valor era de 44 mortes naquele ano, perdendo apenas para os Estados de Alagoas e Espírito Santo.

Segundo o Anuário, João Pessoa se destaca entre capitais com uma Taxa de Homicídios em 2017 de 35,2, o que representa uma redução de 19% em relação a 2016, a segunda maior queda do índice na Região Nordeste. A Capital paraibana também registra um processo continuado de redução, pois em 2010 tinha uma taxa de 80,2, conforme o Mapa da Violência.

You Might Also Like