Notícias

Citado em delação da Lava Jato: Lucélio Cartaxo teria recebido quase R$ 50 mil em doação da JBS

Citado em delação da Lava Jato: Lucélio Cartaxo teria recebido quase R$ 50 mil em doação da JBS

O presidente do PSD em João Pessoa e irmão do prefeito da Capital, Lucélio Cartaxo, recebeu quase R$ 46 mil de doações da JBS. A revelação se deu após a checagem de planilhas fornecidas por Joesley Batista, dono da JBS, e Ricardo Saud – funcionário que era responsável pelo setor de propinas.

Na ocasião da doação, em 2014, Lucélio disputava o Senado da República e, com fundos praticamente inacabavés, quase conseguiu a eleição, superando nomes fortes da política paraibana como Wilson Santiago, porém, não conseguindo superar José Maranhão (MDB).

Ser citado nas delações da JBS não é novidade para membros importantes do PSD. O presidente do partido, Gilberto Kassab, teria recebido R$ 29,4 milhões da empresa que está atolada na Lava Jato.

Além de Kassab, outros companheiros de partido de Cartaxo no plano nacional foram pegos com a boca na botija no bojo das investigações da Lava Jato. O governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo (PSD), por exemplo, foi acusado de ter recebido R$ 13 milhões da Odebrecht via caixa 2. Já o governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PSD), foi denunciado pelo ex-diretor de relações do grupo JBS, Ricardo Saud, de ter embolsado R$ 10 milhões durante a campanha de 2014.

Lista de beneficiários das doações

Homologação da delação

Homologação no STF

You Might Also Like