Notícias

Bruno Farias desafia irmãos Cartaxo a abrirem sigilo bancário e fiscal

O vereador Bruno Farias (PPS), líder da bancada de oposição na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), desafiou nesta sexta-feira (6) o prefeito Luciano Cartaxo (PSD) e seu irmão, Lucélio Cartaxo (PSD), a abrirem os sigilos bancário e fiscal para provar que não têm envolvimento com o desvio de dinheiro público da obra da Lagoa.

“A abertura dos sigilos bancário e fiscal pode comprovar que os dois não têm participação nos desvios apontados pela Controladoria Geral da União (CGU) e que agora estão sendo investigados pelo Ministério Público Federal (MPF) e Polícia Federal (PF)”, salientou o parlamentar.

Bruno Farias ressaltou ainda que, caso sejam procedentes as denúncias feitas no MPF, o patrimônio de Lucélio é incompatível com a renda percebida nos últimos anos. “Basta uma conferida no Sagres e no Portal da Transparência da Câmara dos Deputados para checar quanto ele ganhava na Companhia Docas e quanto ganha agora como assessor do deputado Rômulo Gouveia. A aquisição desses dois imóveis no valor de R$ 2 milhões, caso sejam verdadeiros os fatos narrados na Denúncia sigilosa feita ao MPF, não condizem com a renda recebida neste período”, disse.

“Como tenho responsabilidade com a condução desse debate, não posso fazer condenação sumária, daí porque não posso afirmar se procede a aquisição desses imóveis. De toda forma, se eu fosse Luciano e Lucelio, já que falam tanto em transparência e não têm nada a temer, quebraria os meus sigilos bancários e fiscais, além de fazer um apelo para que os parentes e contraparentes, que trabalham ou trabalharam na PMJP, também, abrissem os seus sigilos, para afastar qualquer tipo de dúvida”, acrescentou o parlamentar.

Do ParaibaJá

You Might Also Like