Notícias

Durante audiência na CMCG, Superintendente da ANA diz que Estado está “100% correto” em acabar racionamento na cidade

O superintendente da Agência Nacional das Águas – ANA -, Rodrigo Flecha, disse em audiência pública realizada na Câmara Municipal de Campina Grande (CMCG), que o Governo do Estado da Paraíba está, tecnicamente, 100% correto em suspender o racionamento de água em Grande e mais 18 localidades da região.

“(o governo) Está 100% correto do ponto de vista técnico. Temos todos os dados que indicam com toda segurança que Campina Grande tem condições de operar com 1,3 mil litros por segundo. Até já teria tido condições de sair do racionamento caso as bombas flutuantes instaladas dentro do açude tivessem capacidade de bombear esse total”, justificou o superintendente da Ana.

Sobre as afirmações de vereadores campinenses, quando da visita feita na sede da ANA em Brasília, de que a transposição ficaria de quatro a seis meses sem bombear água para a Paraíba, devido a reparos que devem ser feitos nos açudes de Poções e Camalaú, Flecha ponderou: “a ANA não é dona da obra e sim o Ministério da Integração, e eu deixei claro aos vereadores que a decisão de deixar de bombear água seria do Ministério da Integração em parceria com o Governo do Estado da Paraíba”.

“A ANA iria simplesmente subsidiar essas duas entidades com simulações e dados técnicos, se porventura fosse necessário fazer a padronização para a interrupção parcial, no sentido de que as obras fossem concluídas. Mas, não está batido o martelo, pois tem muita discussão ainda”, completou.

As informações são do Paraibaonline.

You Might Also Like