Notícias

Quando as palavras fogem: sem querer, Fulgêncio admite. “Temos problemas demais”

É interessante observar como as palavras ditas de maneiras oral são arredias, esguias, fugazes. Se você dá a alguém a chance de as dispor em um papel, existe a possibilidade de escolhê-las, apagá-las e editá-las. A chance de acontecer algum deslize é menor. O secretário de Saúde Adalberto Fulgêncio não teve essa chance na manhã desta quarta-feira (28), durante evento da Prefeitura Municipal de João Pessoa.

Perguntado sobre a decisão do governador Ricardo Coutinho, de ficar no governo até o último dia do mandato, e, consequentemente, não disputar as eleições do ano que vem, Fulgêncio deixou escapar: “Isso é problema deles, já temos problemas demais”.

Falando de um assunto completamente diferente, sem se dar conta, as palavras fugiram de sua boca e o secretário expôs as entranhas do momento que vivem os componentes da gestão com as investigações e os fortes indícios de envolvimento da Prefeitura Municipal de João Pessoa nas irregularidades da obra do Parque da Lagoa: com problemas demais para darem conta.

Oficialmente, o prefeito e os auxiliares vendem a ideia de “normalidade”. Porém, quando as palavras fogem e o sentimento abafado vem à tona, não tem jeito. A verdade sai de uma forma ou de outra.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>