Notícias

CASSADO: Cássio afirma que últimas delações contra Temer não devem ser levadas em consideração

Aliado do governo Temer (PMDB), cassado duas vezes do cargo de governador e investigado em dois inquéritos, um pelo caso do “dinheiro voador” e outro referente à Operação Lava-jato quando o delator, em depoimentos aos procuradores, afirmaram que fizeram doação para as eleições de 2014 com promessa de receberam a privatização da CAGEPA, como gratidão pela doação, o senador Cássio Cunha Lima durante entrevista à programa de rádio, após seu partido mover a ação que pede a cassação do mandato do presidente Michel Temer (PMDB), nesta quarta-feira (7), afirmou que as últimas delações contra o presidente não podem ser levadas em consideração.
 

 

Segundo o senador, o julgamento é de suma importância devido a gravidade dos fatos  e espera que cumpra-se a lei, Cássio evitou fazer um prognóstico sobre o assunto.

 

“Temos um julgamento que tem uma importância enorme pela gravidade dos fatos que foram levantados. Os rumores na imprensa é que os depoimentos mais recentes das delações sejam separadas do julgamento, o que me parece estranho, já que na sessão passada o julgamento não foi concluído porque os advogados tanto da defesa quanto da acusação pediram a oitiva de novas pessoas e o tribunal autorizou. Então não faz sentido desperdiçar esse trabalho. Outra tese é a da separação da chapa. É difícil fazer um prognóstico. Espera-se que se cumpra a lei”, afirmou.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>