Notícias

Líder da oposição pede quebra de sigilo de inquérito que investiga possíveis ilicitudes de Cartaxo em obra da Lagoa

O cerco está se fechando contra o prefeito Luciano Cartaxo (PSD) e suas manobras para abafar a Comissão de Parlamentar de Inquérito na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP). Nesta segunda-feira (5), o vereador Bruno Farias (PPS), líder da oposição na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), solicitou que o procurador federal Yordan Moreira Delgado, do Ministério Público Federal na Paraíba, retire o sigilo do inquérito que investiga indícios de superfaturamento e desvio de recursos na Obra do Parque da Lagoa. 

A intenção da oposição é clara: com a retirada do sigilo, expor os detalhes da investigação e os indícios que indicam a participação da Prefeitura Municipal de João Pessoa nas condutas ilegais que supostamente foram praticadas na obra de Lagoa e, dessa maneira, forçar uma CPI para investigar o prefeito. Segundo Bruno, falta apenas uma assinatura para que a CPI seja protocolada.

Ainda segundo o requerimento, no qual Bruno representa toda a bancada oposicionista, caso o MPF negue o pedido, que os autos sejam disponibilizados então somente para a bancada, sob o compromisso legal da manutenção do sigilo, para fins da avaliação e de subsídio para a implantação de CPI na CMJP, para investigar o envolvimento da gestão do prefeito Luciano Cartaxo (PSD) nas possíveis ilicitudes.

Segundo a justificativa do vereador, com a operação da Polícia Federal, denominada ‘Irerês’, os indícios de ilegalidades na obra deixam ser “meras suspeitas” para se tornarem “evidências cada vez mais claras de ofensas aos Princípios da Administração Pública”.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>