Notícias

Desprezado no início do ano, Lira agora ver oportunidade de assumir liderança do PMDB no Senado

Brasília - DF, 09/11/2016. Presidente Michel Temer durante reunião com o Senador Raimundo Lira. Foto: Marcos Corrêa/PR

O senador paraibano Raimundo Lira, que no início do ano estava cotado para assumir a liderança do PMDB no Senado, viu, apesar de contar com o apoio majoritário da bancada, o prestígio favorecer o ex-presidente do Senado Renan Calheiros, que ficou com o cargo. Sequer a Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania (CCJ) da Casa ficou com o paraibano.

Porém, meses depois, Lira observa a maré mudar em seu favor com o desprestígio de Renan dentro do PMDB. O líder da bancada adotou um posicionamento crítico e bélico para com o governo Temer, criticando as reformas propostas pelo mesmo.

Na última quarta (24), em reunião que contou com os senadores Maranhão e Lira e toda a bancada do PMDB, excluindo Calheiros, foi discutida a destituição de Renan da liderança da bancada para a ascensão do paraibano.

A reunião foi tida como um ultimato para Renan. Até nomes próximos ao alagoano, a exemplo de Jader Barbalho (PMDB-PA), que se disse seu amigo no encontro, e Romero Jucá, desaprovaram o posicionamento do líder.

O desfecho da novela está próximo do fim: a data limite para a definição da permanência ou não de Calheiros na liderança do partido é a próxima terça-feira (30). Uma coisa é certa: se ele optar por continuar com a atual conduta, não haverá com evitar a sua deposição.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>