Notícias

“Prefeito do diálogo”, Cartaxo mostra seu verdadeiro jeito de dialogar e barra jornalista durante entrevista

O prefeito do diálogo, da conversa e do entendimento mostrou o total contrário hoje em um episódio lamentável que remonta aos tempos obscuros da Ditadura Militar no Brasil, onde perseguição e censura a jornalistas era lugar comum. Em um episódio de autoritarismo injustificado, Cartaxo ordenou, na manhã desta terça-feira (23), a proibição da entrada do jornalista Judivan Gomes, da octogenária Rádio Tabajara, em coletiva a ser realizada em ESPAÇO PÚBLICO.

O fato aconteceu no Paço Municipal, um dos prédios públicos sedes da prefeitura, em lançamento de aplicativo de combate à violência contra a mulher – mesma ocasião na qual a Rádio Tabajara, o jornalismo, o jornalista respeitadíssimo e competente e a democracia foram violentados de maneira vil.

Ao chegar para a sala da entrevista coletiva, Judivan foi informado pelo secretário de comunicação, Josival Pereira, de que sua entrada seria barrada no local a pedido do prefeito. Ainda tentou argumentar, no auge de sua sabedoria e experiência, dizendo que Cartaxo tinha todo o direito de não responder perguntas elaboradas por ele, mas não de impedi-lo de entrar. Em vão. Josival usou, acredite, o argumento da democracia para justificar que o prefeito tinha o sim o direito de barrá-lo de uma coletiva sobre um assunto de interesse público em um espaço público.

Cartaxo desrespeitou, cuspiu e vilipendiou a história quase centenária da Tabajara. O irônico disso tudo é que ele próprio tem a intenção de ano que vem ser o comandante máximo do Executivo, determinando, inclusive, quem será o superintendente do veículo de comunicação ao qual virou as costas hoje neste episódio triste e obscuro para a imprensa paraibana.

Aguardamos os desdobramentos dessa história, na esperança de que todos os jornalistas, radialistas, repórteres, sindicatos e entidades ligadas à imprensa reajam de maneira forte, corajosa e unida ante à esse ataque covarde ao jornalismo paraibano.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>