Notícias

Juiz que determinou prisão de Rodolpho Carlos substituirá desembargador no Tribunal de Justiça da Paraíba

O presidente do Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba (TJPB), Joás de Brito Pereira Filho, convocou o juiz de direito do 1º Tribunal do Juri da Comarca da Capital, Marcos William de Oliveira, como desembargador temporário durante o período de um mês. A justificativa é de que o atual desembargador, Arnóbio Alves Teodósio, vai passar um período afastado. 

Confira na íntegra: 

“PORTARIA GRAPE 1.071/2017 – O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA PARAÍBA,no uso de suas atribuições legais e tendo em vista decisão do Egrégio Tribunal Pleno, em sessão realizada nesta data o que consta do processo administrativo nº374.357-8, resolve: convocar, pelo critério de antiguidade, o Excelentíssimo Senhor Doutor MARCOS WILLIAM DE OLIVEIRA, Juiz de Direito do 1º Tribunal do Juri da Comarca da Capital, para integrar o Egrégio Tribunal Pleno e a Câmara Especializada Criminal, no período de 2 de maio a 1 de junho de 2017, em virtude do afastamento justificado do Excelentíssimo Senhor Desembargador ARNÓBIO ALVES TEODÓSIO. Gabinete da Presidência do Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba, em João Pessoa, quarta-feira, 26 de abril de 2017. Desembargador JOÁS DE BRITO PEREIRA FILHO – Presidente. “

O Juiz Marcos William ficou conhecido na Paraíba devido a sua atuação no caso Rodolpho, onde decretou sua prisãodo mesmoRodolpho é acusado de atropelar o agente de trânsito Diogo Nascimento durante uma blitz da Lei Seca no bairro do Bessa, em João Pessoa, no da 21 de janeiro deste ano. O agente ainda foi socorrido, porém não resistiu aos ferimentos e morreu no Hospital de Emergência e Trauma

A Justiça pediu que Rodolpho Carlos fosse preso, porém, ainda na madrugada do domingo (22), o desembargador Joás de Brito concedeu um habeas corpus antes do suspeito serdetido. Na semana do ocorrido, a Polícia Civil e o Ministério Público formularam um novo pedido de prisão de Rodolpho que foi acatado pelo juiz na última segunda-feira (24).  O relator do Habes Copus é o desembargador Carlos Martins Beltrão, que poderá decidir a qualquer momento pela soltura ou manutenção da prisao de Carlos.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>