Em celebração ao Outubro Rosa, ALPB inicia doação mensal para a hospitais que tratam câncer

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) realizou, nesta quarta-feira (9), Sessão Especial para comemorar a campanha de conscientização Outubro Rosa, que tem como objetivo alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama durante todo o mês de outubro.

A sessão, proposta pelo presidente da Casa, Adriano Galdino, e o deputado Raniery Paulino, contou com a participação de representantes do Hospital Napoleão Laureano, de João Pessoa, e do Hospital da Fundação Assistencial da Paraíba (FAP), de Campina Grande, referências no diagnóstico e tratamento de câncer no Estado. O presidente da Assembleia destacou que os dois hospitais receberão uma contribuição financeira mensal dos parlamentares da Casa.

“Estamos fazendo uma contribuição mensal de R$ 24 mil para a FAP e R$ 36 mil para o Laureano, que receberá uma quantia maior porque atende mais e tem uma proporcionalidade maior em termos de atendimento de pessoas que têm câncer na Paraíba. Ao todo, mais de R$ 60 mil que nós, deputados e funcionários, do nosso próprio salário, estamos tirando mês a mês para passar a essas duas importantes instituições. Então, é um momento muito especial. Eu quero agradecer aos funcionários, aos deputados e a todos que contribuíram com essa campanha que eu considero milagrosa, porque vai salvar vidas do povo da Paraíba”, afirmou Adriano.

Para o deputado Raniery Paulino, a campanha serve para que os Poderes públicos, a exemplo da Assembleia, promovam o debate e busquem formas de apoio. “É uma sessão de homenagem, de estímulo e de sensibilidade, mas também nós temos que tratar de alternativas para o combate efetivo e ao tratamento, sobretudo, do câncer de mama para tentar salvar o máximo de mulheres possíveis”, destacou.

O diretor clínico do Hospital Laureano, Joni Oliveira, ressaltou o esforço conjunto dos deputados do Legislativo paraibano para a continuidade dos serviços da instituição hospitalar. “O Laureano tem muito o que agradecer à Assembleia Legislativa da Paraíba pelo trabalho que vem sendo feito. Desde que o hospital começou a sua campanha em função de dificuldades financeiras, essa Casa abraçou a causa e está trazendo grandes benefícios. Então, estamos muito satisfeitos com a atuação dos parlamentares que, por iniciativa deles, procuraram o hospital e estão colaborando muito para que possamos sair dessa crise financeira”, agradeceu.

O presidente do Hospital da FAP, Derlópidas Neves, reiterou a importância do reconhecimento e da contribuição dos parlamentares estaduais no empenho ao combate ao câncer de mama. “O apoio é extremamente importante. Nós estamos programando a aplicação desses recursos não só na parte de compra de medicamentos, mas também em algumas reformas que estamos solicitando para o hospital. Então, isso vem, cada vez mais, a contribuir para que a gente possa dar um tratamento humanizado e, consequentemente, fornecer todo o processo de aparelhamento e a sua aplicação para com os nossos pacientes”, pontuou.

Já a presidente da Associação Promocional do Poder Legislativo (APPL), Eliane Galdino, alertou para a necessidade do exame contínuo de prevenção e diagnóstico do câncer de mama. “É importante que possamos, através dessa sessão, passar para todas as paraibanas e as mulheres dessa Casa a relevância desse tema: o combate ao câncer de mama. Infelizmente, a doença é uma das maiores causas de morte não só no Brasil, como no mundo. Então, é fundamental que nós, mulheres, procuremos nos autoexaminar e fazer essa avaliação, tocando nosso corpo, nossas mamas, para ver se realmente está aparecendo algum nódulo. Só assim podemos, se for detectado, cuidar a tempo”, concluiu.

Também participaram da sessão especial os deputados Buba Germano, Camila Toscano, Dr. Érico, Manoel Ludgério, Ricardo Barbosa, Trócolli Júnior e Wallber Virgolino; a coordenadora estadual de Saúde da Mulher, Maria de Fátima Marques Carvalho; a presidente da Comissão da Mulher Advogada da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Paraíba (OAB-PB), Monica Lemos; e o secretário de Articulação Política do Estado, João Gonçalves.

Continue Lendo

João Azevêdo anuncia pacote de R$ 135 milhões em obras e ações no aniversário de 155 anos de Campina Grande

O governador João Azevêdo anuncia, nesta quinta-feira (10), uma série de obras para Campina Grande, em comemoração aos 155 anos de emancipação política da cidade. São mais de R$ 135 milhões de investimentos em novas obras, entre as quais a construção do Centro de Convenções, que vai impulsionar o turismo de eventos local, contribuindo para o desenvolvimento da região. Ainda dentro das comemorações de aniversário do município, o chefe do Executivo vai entregar as obras do Eixo das Nações e pavimentação de ruas do Conjunto Mutirão do Serrotão III.

A primeira obra a ser inaugurada nesta quinta-feira é a pavimentação de várias ruas no loteamento Mutirão do Serrotão III, às 9h. Os investimentos somam R$ 348.275,45, contemplando as Ruas Ulisses Guimarães, Eduardo Sousa da Silva – Parte I, Epitácio Uchôa, Jonas Brasileiro e Lima Silva.

Em seguida, às 10h, o governador João Azevêdo entrega a 1ª etapa das obras do Eixo das Nações, onde foram investidos mais de R$ 2,5 milhões nos serviços de terraplenagem, pavimentação e drenagem de ruas, contemplando uma área de 16.755,47 metros quadrados, que ganhou asfalto em CBUQ. As ruas pavimentadas nesta primeira etapa foram Frei Damião Bozano, Vereador Benedito Mota, Maestro Nelson Ferreira e Antônio Alves Lima.

Centro de Convenções

Às 11h30, no Colégio Estadual da Prata, João Azevêdo anuncia o pacote de obras que serão executadas em Campina Grande, com destaque para o Centro de Convenções, no qual serão investidos aproximadamente R$ 100 milhões. O centro contará com um centro de eventos – com três salões – e ambiente para feira de exposição, auditório e heliponto, entre outros espaços.

Continue Lendo

Blogueiro é condenado a pagar R$ 4 mil em indenização publicar informação falsa sobre RC

O blogueiro Thiago Moraes, dono do Paraibaradioblog, foi condenado a pagar indenização ao ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) após publicar uma notícia falsa em seu portal, afirmando que Ricardo teria recebido como servidor da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) sem dar expediente.

A decisão é da juíza Fernanda Cavalcante de França Fraga, 4º Juizado Especial Cível da Comarca da Capital,  que analisou os documentos da defesa do ex-governador, deixando claro que “após afastamento para exercer mandato eletivo, reapresentou-se a unidade requerendo gozo de férias (0 .01 a 01.02.2019), sendo estas deferidas”.

A magistrada lembrou que o direito de liberdade de expressão não é absoluto e que já existe uma jurisprudência estabelecida no STJ contra danos morais por meio de notícias falsas e que as postagens de Thiago Moraes, tanto no site quanto nas demais redes sociais, geraram uma mácula à imagem da vítima.

Veja:

Condenação de Thiago Morais X RC

 

Continue Lendo

Ricardo Coutinho comemora Dia do Nordestino: “povo guerreiro e trabalhador”

O ex-governador Ricardo Coutinho fez uma postagem em suas redes sociais enaltecendo o Dia do Nordestino, que acontece nesta terça-feira (8).

De acordo com o atual presidente da Fundação João Mangabeira (FJM), entidade vinculada ao PSB, a sua carreira política (predominantemente na Paraíba), lhe deu a oportunidade de conhecer a fundo a Paraíba e o Nordeste brasileiro.

“Minha carreira política me deu a oportunidade de conhecer a fundo a Paraíba e o Nordeste brasileiro. Somos parte de uma terra que tem um povo guerreiro e trabalhador, que enfrenta as adversidades de cabeça erguida e não deixa de sonhar e acreditar num Brasil melhor. Tenho muito orgulho de ser um desses sonhadores. Neste Dia do Nordestino, deixo aqui minha homenagem aos companheiros desta terra boa, que sabe acolher como nenhuma outra. #DiadoNordestino”, publicou em seu Facebook.

Vereador de 1993 a 1999, deputado estadual de 1999 a 2004, prefeito de João Pessoa de 2005 a 2010 e governador da Paraíba de 2011 a 2019, Ricardo exerce apenas agora um cargo nacional, uma vez que a FJM trabalha com lideranças socialistas de todas as regiões do Brasil.

Continue Lendo

Ex-prefeita de Patos, Chica Motta é condenada por ato de improbidade administrativa no Meta 4

Durante o Mutirão da Meta 4, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), no âmbito do Judiciário estadual, foi prolatada sentença (0805263-53.2016.8.15.0251) condenando por ato de improbidade administrativa a ex-prefeita do Município de Patos, Francisca Gomes de Araújo Motta, mais conhecida por Chica Motta, como incursa nas penas do artigo 11, III da Lei nº 8.429/92. Ela teve os direitos políticos suspensos por quatro anos, além do pagamento de multa civil de 40 vezes o valor da última remuneração percebida.

Consta dos autos que durante a gestão da ex-prefeita foram contratados servidores sem prévia aprovação em concurso público para exercício das funções de cargo próprio da atividade administrativa municipal. A então gestora firmou Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), no qual ficou estabelecida a possibilidade de contratação excepcional apenas para suprimento das necessidades da atenção básica à saúde e somente enquanto se concluía o concurso público que estava em andamento, com prazo de prorrogação até setembro de 2014.

Ainda de acordo com a denúncia, a promovida teria descumprido o TAC, uma vez que diversos servidores continuaram ocupando cargos de forma ilegal, por prazo excedente ao previsto no termo de ajustamento de conduta. Em 2015, foi firmado um acordo com o Ministério Público para rescindir os contratos excessivos e injustificados e nomear os aprovados no concurso público para os cargos em que ainda havia pessoal classificado.

Porém, apesar de realizar rescisão em massa dos contratados em dezembro de 2015, em janeiro de 2016 não nomeou o número necessário de efetivos para os diversos cargos, como também não renovou o prazo de validade do concurso público, mesmo havendo previsão no edital. Além disso, em fevereiro de 2016 promoveu grande número de contratações, sob o argumento de inexistência de concurso válido, quando ela mesma não renovou o que estava em vigor.

A ex-prefeita, em sua contestação, sustentou a inadequação da via eleita pela inaplicabilidade da Lei de Improbidade Administrativa aos agentes públicos. Alegou ainda a existência de contratações por excepcional interesse público pela extrema necessidade das mesmas e ausência de dolo.

Examinando o caso, o juiz Antônio Carneiro, destacou que não restou justificada a situação de excepcionalidade a autorizar a contratação temporária para prestação de serviço público. “A ilegalidade (inclusive a inconstitucionalidade) das contratações é manifesta, na medida em que ausente excepcional situação de interesse público, tampouco verificada situação de urgência, transitoriedade e indispensabilidade”, ressaltou.

Cabe recurso da decisão.

Continue Lendo

O Amor é um Ato Revolucionário: Chico César realiza show em João Pessoa neste mês

O cantor paraibano Chico César entra em turnê em outubro e novembro deste ano para a divulgação do disco “O Amor é um Ato Revolucionário”. No Nordeste, o único local contemplado é justamente a terra-natal do compositor, que receberá um show no Espaço Cultural, no dia 25 deste mês.

Chico César tem sido um dos cantores mais importantes dentre o movimento artístico-cultural de resistência ao governo Bolsonaro e ao ódio crescente no Brasil.

A turnê do ex-secretário de Cultura da Paraíba, natural de Catolé do Rocha, passa ainda por Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo, se encerrando no dia 10 de novembro.

Continue Lendo

Ricardo diz que governo Bolsonaro é ilegítimo: “ganhou a eleição em cima de uma farsa”

O presidente da Fundação João Mangabeira (FJM) e ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), considera o governo de Bolsonaro ilegítimo. Para o socialista, o atual presidente foi eleito com base em uma fraude e através da manipulação coletiva das pessoas.

“Bolsonaro não é legítimo. Ele ganhou a eleição em cima de uma farsa, de uma fraude. Ele ganhou a eleição porque manipularam consciências coletivamente e que porque retiraram o principal competidor da disputa de uma forma violenta”, afirmou.

Ricardo Coutinho crê que o estrago que foi feito no Brasil é grave e que era algo impensável há poucos anos. Ele afirma que o que tem acontecido no País não é mais um fenômeno apenas político, mas mental e comportamental – a ser estudado futuramente pelas neurociências.

“É uma caminhada muito longa. O estrago que foi feito é algo inimaginável para todos nós alguns anos atrás. O surgimento de uma catarse, de uma manipulação coletiva que não é a política que vai explicar isso. Quem vai explicar é a neurociência. As pessoas foram levadas a uma determinada postura de ódio, de perseguição, de irracionalidade de uma forma completamente diferenciada e a tecnologia atuou nisso”, comentou.

Continue Lendo